OS RATOS DA PÁTRIA

setembro 25, 2021 Cesar Luiz Pasold Informações 0 comentários

FOTO RICARDO ROSANosso Colaborador Permanente Professor e Advogado Ricardo José da ROSA (Presidente do Conselho Deliberativo do IASC) proferiu Discurso NA SESSÃO DE JUBILAMENTO PROMOVIDA PELA OAB/SC EM 16 DE SETEMBRO deste 2021. O Professor Ricardo autorizou nosso Blog a publicar o discurso , cujo título original é : “OS RATOS DA PÁTRIA”. 

Segue  o texto para leitura e reflexões:

“Certo dia, um gatinho perguntou à sua mãe gata: mamãe, quantos anos vive um rato? E a mamãe gata respondeu: depende de nós, meu filho. Vivemos momentos conturbados, tormentosos, e não posso deixar de questionar quantos anos mais viverão os ratos da pátria, que tanto mal vem causando ao nosso país, ao povo brasileiro, corrompendo e sendo corrompidos, desviando valores que deveriam ser usados em benefício do povo, inclusive nas áreas da educação e da saúde.

E, voltando ao questionamento, concluo que depende de nós, os anos que os ratos ainda permanecerão vivos na política brasileira. Poderão permanecer em sua nefasta missão por muitos e muitos anos, ou poderão ser defenestrados definitivamente da política a partir do próximo ano. Temos o poder de eliminar os ratos da pátria através do voto, única maneira democrática e eficaz, assim como podemos deixá-los, pela omissão, permanecer.

No próximo ano teremos eleições e  exerceremos a escolha para reconduzir aos seus cargos aqueles que demonstraram merecimento para a permanência, por competência, probidade e trabalho, pois não é ilegal nem imoral nosso reconhecimento aos que fizeram um bom trabalho e poderão continuar a fazê-lo; poderemos fazer a escolha para eleger novos representantes que integrarão os Poderes Executivo e Legislativo assim como, também pelo voto, poderemos eliminar da vida pública aqueles que por tanto tempo nos tem desonrado.

Como advogados temos ciência da nossa responsabilidade e certamente agiremos de acordo com nossa consciência, mas mais que isso, devemos usar nossa condição de formadores de opinião para orientarmos outros cidadãos, principalmente os que durante muito tempo foram enganados, para que usem a Cidadania como única fonte para a escolha. Unamo-nos na tarefa árdua, porém imprescindível,  de desinfetar nossa Pátria de seus ratos.

Mas, esta noite é especial para nós, jubilados, retomemos, pois, ao tema principal dessa sessão.

Alcançamos a condição de jubilados preenchendo basicamente dois requisitos: a trajetória na Advocacia por, pelo menos, 30 anos e a idade que nos qualifica, legalmente, como idosos.

No primeiro caso um filme de  vida com certeza passa pela memória de cada um de nós. Os primeiros desafios, os primeiros casos, as dificuldades, derrotas e vitórias. Nesse filme cabem diversos agradecimentos, reconhecimento a pessoas que fazem parte de nossa história.

Para quem acredita, como eu, o principal agradecimento é para Deus, o Grande Arquiteto do Universo que nos concedeu forças, saúde e coragem para o exercício da advocacia. Outros agradecimentos para familiares, colaboradores, incentivadores. Cada um de nós, com certeza, temos a quem agradecer.

No segundo caso, a idade que nos proporciona algumas dores nas costas e outros sintomas não muito agradáveis, também nos concede direitos e deveres.

Quanto a estes, os deveres, ressalto dois que considero mais relevantes: o dever de sermos faróis para os mais jovens, iluminando um caminho de retidão e ética, estudo e trabalho para que sigam suas próprias trajetórias e alcancem o merecido êxito e também o dever de lhes deixar uma mensagem de ordem prática.

Neste momento recorro à lição do filósofo catarinense Huberto Rodhen, contemporâneo e amigo de Albert Einstein: “Seja tão potente a força de teu espírito, seja tão pujante a juventude de tua alma – que nenhuma ingratidão te faça ingrato! Nenhuma derrota te faça derrotista! Nenhuma amargura te faça amargo! Nenhuma injustiça te faça injusto!

Obrigado.”

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Este Blog sucede ao www.advocaciapasold.com.br que foi visitado 109983.

Esta página já foi visitada 1841761 vezes.

Site disponibilizado pela primeira vez em 18 de novembro de 2015.
Última atualização em 23 de Outubro de 2021.
Responsável Técnico: Leonardo Latrônico Prates
Responsável Geral: Prof. Dr. Cesar Luiz Pasold